2020: O risco vai compensar?

27 de novembro de 2012

Nuvens negras na China


Eu venho alertando seguidamente sobre a performance da Bolsa de Valores da China, e também a minha perplexidade pelas suas seguidas quedas enquanto o resto do mundo parece estar melhorando ultimamente. Desde de 2.007 a queda é de astronômicos 70% e tecnicamente, parece perto de uma nova escorregada.

O que está acontecendo na bolsa da China? Será que ela está nos enviando algum recado? De tudo o que eu tenho lido ultimamente, não vejo ninguém comentando sobre este perigo, ao contrário vários analistas estão dando recomendações de compra. Acontece que tecnicamente os sinais são ruins e até com um certo perigo, pois se romper o ponto anotado no gráfico, sai de baixo literalmente.


Como mostra a charge, ao invés de se preocupar com o fiscal cliff, que significa abismo em português, vamos ficar alertas ao China Cliff, pois o primeiro, parece que algum alívio fiscal está para vir nos USA, mas o segundo não tem alívio, ali é o mercado que manda! A China como sempre é um grande mistério, só que no passado sua economia não era a 2ª do Mundo. 

Incluí está figura abaixo onde pode-se visualizar o inacreditável número de habitantes que algumas cidades Chinesas possuem, e alem disso a taxa de urbanização é da ordem de 50%. Hoje vivem nas cidades um total de 690.000.000 de Chineses e por volta de 2.030 atingirá a marca de 1.000.000.000. Cidades com 1.000.000 de habitantes existem várias, como eles conseguem viver? Mais um mistério!



Para nós aqui no Brasil, estes acontecimentos podem indicar uma diminuição da demanda por lá, o que afetaria muito nossa economia pelo lado das exportações de commodities, tanto do ponto de vista quantitativo, como de preço. Este tombo faria os investimentos do pré sal da Petrobras, virarem “pó sal”, o real ficaria extremamente pressionado, deixando nosso Ministro feliz, mas vale lembrá-lo que seria pelo mal motivo, muito mal.

O SP500 fechou a 1.398, com queda de 0,51%; o real a R$ 2,0838, sem variação; o euro a 1,2938, com queda de 0,26% e o ouro a US$ 1.742, com queda de 0,35%.
Fique ligado!


Nenhum comentário:

Postar um comentário