2020: O risco vai compensar?

30 de novembro de 2012

Só sobrou o bagaço


A laranja é uma fruta nutritiva, dizem os especialistas que é boa para tratar resfriados e gripe, na linguagem informal não tem um significado positivo. Para fazer um bom suco você tem que espremer a laranja e o que sobra é o bagaço.
David, não acredito, vai concorrer com a Ana Maria Braga? Hahahaha....
Gostei, bem sacado, mas esta introdução é para associar a situação do americano a esta fruta, veja a seguir a evolução do crédito naquele país.


É impressionante, realmente os americanos é um povo que gosta de consumir, recentemente li um artigo onde o autor demonstra que a dívida privada é a grande responsável pelas crises, ao invés da crença popular, cuja causadora é a dívida pública, anexo o link private-debt-is-the-main-problem.
Outro ponto que também me deixa intrigado é a distribuição da riqueza por grupo de idade.


Como pode-se notar, o grupo que deveria estar juntando patrimônio para o futuro é o que mais foi afetado pelas últimas crises, perdendo mais de 50%! Imagino que devam estar preocupados com suas perspectivas e deveriam ter uma atitude mais conservadora. Mas o Bernanke precisa desesperadamente que eles consumam. Parece que fica claro, que para o mundo se recuperar, depende-se das economias emergentes e especialmente da China, mas com salários de U$ 100/mês o que dá para esperar deles que não comer e trabalhar duro?

Nas últimas décadas os países desenvolvidos viveram momentos de felicidade onde a população tinha bons empregos e salários, os ativos valorizavam e aumentavam seu consumo através de crédito, enquanto este cenário não muda, todos ficam tranquilos. Mas esta equação de assumir crédito, implica numa antecipação do consumo futuro, e não dá para continuar sem fim, num determinado momento o futuro chega  e tem que se pagar a conta. Parece que este momento chegou e todo o suco já foi tirado da laranja, agora sobrou o bagaço!

O SP500 fechou a 1.416, sem variação; o real a R$ 2,1350, com alta de 1,75% ualll...;o euro a 1,3005, com alta de 0,22% e o ouro a US$ 1.714, com queda de 0,60%.
Fique ligado!



Nenhum comentário:

Postar um comentário