2020: O risco vai compensar?

4 de fevereiro de 2013

Ouro: Sem direção



O relatório que publiquei na sexta-feira é bastante ilustrativo, ele comenta sobre um economista, Irving Fisher, que elaborou vários estudos sobre deflação, seu trabalho foi questionado pelas ideias de Keynes, em todo caso suas definições sobre o crédito são bem colocadas. O estado Ponzi  finance, é quando uma dívida tem que ser rolada assumindo que o ativo vai se valorizar, isto é especulação pura, e nada diferente do que os BC estão implementando nos vários países através de helicópteros. Vocês  acham que pode acabar bem?

Vou complementar com alguns gráficos que tem relação com este assunto, veja abaixo o crescimento das dívidas totais nos USA, em relação ao seu PIB.
















Este outro relaciona a evolução do preço das commodities com o SP500, é interessante notar que parece haver ciclos, onde um performa melhor que o outro, e agora será a vez das commodities.

















As recomendações de Bill Gross são semelhantes a do mosca, e vocês podem estar certos de que o seu real pessimismo não pode expressar-se num documento aberto, mas fica estampado nas entre linhas, basta ver seu título.

Vamos hoje voltar ao ouro, mas já posso adiantar que nada de muito diferente aconteceu desde a última vez que comentei.


No gráfico vocês podem ver três hipóteses, que classifiquei como A,B e C:

A) O ouro iniciaria um movimento de alta no curto prazo buscando testar as máximas de US$ 1.900, a razão para este movimento é que o metal manteve-se bem  na linha de suporte (pequeno circulo em azul).

B) Continuaria o movimento de queda recente até testar a área de US$ 1.500, para em seguida subir de uma maneira mais convincente.

C) Nesta o ponto testado anteriormente de U$ 1.525 seria rompido, assim o novo intervalo apontado é de US$ 1.300/US$ 1.450.

Não adianta nem me perguntar qual o mais provável, não sei! Como venho enfatizando, correções são de muito pouca previsibilidade e neste caso específico, está mais difícil ainda. Diversas ações vem acontecendo com frequência, por um lado os BC estão diversificando suas reservas comprando o metal, enquanto vários analistas, que recomendavam a compra, estão abandonando o barco.
A última vez que nos envolvemos num trade fomos stopados e desde então resolvi ficar de fora aguardando alguma luz, que ainda não aconteceu. Sorry!


O SP500 fechou a 1.495, com queda de 1,15%; o real a R$ 1,9958, com alta de 0,44%; o euro a 1,3516, com queda de 0,91% e o ouro a US$ 1.673, com alta de 0,42%.
Fique ligado!

Nenhum comentário:

Postar um comentário