Inflação: A Revanche

26 de janeiro de 2017

Dow Jones: 20k


Donald Trump perdeu temporariamente parte dos holofotes. O seu concorrente foi o índice Dow Jones que rompeu o nível histórico de 20.000 pontos. Só o Wall Street Journal reserva 3 reportagens sobre o assunto.

Da mesma forma que as pessoas organizam festas para comemorar aniversários decenais, o mercado financeiro faz o mesmo. Naturalmente é muito diferente essas duas situações.

O índice Dow Jones é recalculado periodicamente, tanto o peso de cada ação como a sua composição se alteram. Outra grande diferença, é que o índice pode andar para trás.

Do ponto de vista prático, tanto pela análise fundamentalista como na análise técnica, esse fato não tem a menor importância, é apenas um número redondo. Mas não é o Mosca que vai querer contrariar o comportamento das pessoas, e o impacto psicológico influencia sim os investidores.

O Wall Street Journal, num de seus artigos, publicou uma análise apontando qual companhia colaborou mais para que o Dow Jones atingisse essa marca. Esse resultado parte da mínima atingida em 9 de março de 2009. Os 5 maiores colaboradores foram: Boeing, 3M Company, Home Depot, IBM e UnitedHeatth Group. A Apple, uma das ações que mais subiram nos últimos anos, contribuiu negativamente.


Mas o Dow Jones é uma boa métrica para a avaliação do mercado acionário americano? Não é o que acha o Wall Street Journal. A decisão de quais empresas devem compor as 30 ações ainda é feita pelos diretores desse veículo. O fato é que o Dow Jones é muito falho.

Segundo esse jornal: ...“Não é uma boa medida do mercado como um todo – de fato não foi nem desenhado para tanto. Não é um bom guia de investimento. Não é calculado de uma forma sensível. Não é nem correto! ”...

A principal falha é seu método de cálculo. O Dow é uma média do preço das ações. A principal razão vem do passado, pois a avaliação dessa forma era mais fácil quando não existiam os computadores. Mas os preços das ações são arbitrários, uma vez que dependem da quantidade de ações emitidas; algumas companhias têm preços elevados, o que lhes dão maior peso no índice. Os índices mais modernos são ponderados pelo seu valor de mercado, e normalmente ajustados pela quantidade de ações em circulação. Assim, fornecem uma representação melhor do mercado como um todo.

Além de outras falhas que esse índice apresenta, os investidores não colocam seus recursos de acordo com o Dow Jones.  O fluxo para esse índice foi de US$ 35,9 bilhões enquanto o fluxo para o SP500 foi de US$ 2,1 trilhões. Isso dá mostras de seu pouco uso em termos práticos.

Mas é inquestionável sua penetração. Dada sua longa história, qualquer pessoa que for perguntada sabe que é um índice acionário. É um ícone indiscutível.

A conclusão do post de hoje é que a comemoração tem um aspecto mais de marketing que real, mas que indiscutivelmente mostra que a bolsa americana continua em alta. Só para contrapor, um relatório publicado pelo Gavekal, aponta a fragilidade da alta. Segundo seus argumentos, em algum momento o mercado terá que corrigir está distorção.  

No post andando-no-vacuo, comentei que os juros de 10 anos atingiram um nível de retração que apontei – 2,3% a.a., e que mesmo assim, manteria minha posição no trade que aguarda execução: ...” embora esse possa ser o mínimo a ser atingido nessa retração, vou manter o nível de 2,20% para entrar no trade apostando que os juros irão subir. O stoploss fica também mantido em 2%” ...


Desde aquela data o juro subiu, e agora se encontra a 2,52%, próximo ao nível máximo de 2,65% atingido recentemente. O que fazer, apostar já ou esperar? A prudência me indica que devo esperar, porém os indicadores que acompanho são muito positivos. Ganância x Prudência, essa é a questão.

Conforme aponto no gráfico a seguir, existem duas possibilidades no curto prazo: a primeira em azul assinala para uma continuidade; e a segunda em rosa, uma manutenção da mini correção, podendo atingir o nível proposto acima.

O Mosca vai manter a postura mais conservadora, afinal não teria como informar mudanças de curto prazo. Para que os leitores não fiquem frustrados, vou dar uma dica de quais seriam esses níveis.

Para quem quer entrar já - 2,52%, sugiro um stop arbitrário de 2,30% a.a., com uma acompanhamento diário no andamento desse ativo. O termo arbitrário é no sentido de limitar as perdas.


Por outro lado, vou deixar mais um trade anotado para apostar na alta dos juros, se estiver a 2, 65% no fechamento de NY, com um stoploss a 2,50%. Os dois trades existentes, um exclui o outro, caso haja efetivação de um deles.

O SP500 fechou a 2.296, sem alteração; o USDBRL a R$ 3,1775, com alta de 0,20%; o EURUSD a 1,0680, com baixa de 0,48%; e o ouro a US$ 1.188, com baixa de 1,74%.
Fique ligado!

Nenhum comentário:

Postar um comentário