2018: Vestibular Político

9 de fevereiro de 2018

bitcoin: A bolha!



Agora posso afirmar com mais propriedade que o movimento observado no bitcoin e seus parceiros foi uma bolha.

O Mosca fez inúmeros comentários em seus posts acreditando que a evolução dos preços do bitcoin obedecia a característica de uma bolha, e como todas, terminaria em quedas abruptas. Imagino que dentre meus leitores alguns (vários?), devem ter se envolvido na compra dessas moedas, e a cada vez que os preços subiam, colocavam a credibilidade do Mosca em questão. Provavelmente os mais jovens pensavam “o cara está ultrapassado”.

Mas em nenhum momento mudei de opinião, no post bitcoin-piramide-digital, comentei: ...” eu acredito que o bitcoin é a primeira pirâmide digital, muito mais sofisticada e eficiente” ... ...” em algum momento as cotações devem cair muito, pois, as pessoas perceberão que o bitcoin é apenas alguns bits creditados na conta seus idealizadores, sem nenhum lastro” ....  Anexei uma apresentação que fiz sobre esse assunto, que pode ser revisitada no link a seguir bitcoin. Desde a publicação deste post, o bitcoin subiu muito, estava em U$ 11.000 e chegou a U$ 20.000, em questão de dias.

Não comprei nem 0,00000001, unidade mínima de negociação, é verdade que não ganhei nada, mas também não perdi. Conheço bem os argumentos daqueles mais “espertos”: sai de tudo um dia antes, consegui liquidar com um pequeno lucro e etc ..., mas na verdade a grande maioria ficou assistindo à queda sem fazer nada, seu pensamento se baseava em situações passadas onde o bitcoin caia alguns dias, mas logo em seguida recuperava e alcançava novas máximas.

Um dos meus leitores jovens, resolveu embarcar nessa aventura e num determinado dia, antes dessas quedas, me perguntou “o que eu faço, me dá uma sugestão”. Sou macaco velho e sei que sugiro vender tudo, e sobe depois, ele iria ficar muito bravo comigo. Se aconselho não fazer nada, uma vez que, a decisão era só dele, se o mercado cair também ficaria bravo comigo. Afinal sou ou não sou o Mosca, que deveria ter opinião sobre qualquer ativo? Sugeri que vendesse a metade, assim protegeria seu capital inicial, haja visto que, naquele momento seu investimento inicial tinha dobrado.

Por falar nisso, detesto ficar com a metade de qualquer posição é a pior decisão de todas. Sempre você vai se achar um burro. Normalmente fico nessa posição temporariamente, com preço para liquidar o remanescente se subir, e stoploss curto se cair. Na verdade, é uma situação onde estou de saída, só deixo mais algumas fichas na mesa.

Bem, vamos aos números. O gráfico a seguir apresenta a queda das cryptocurrencies desde o seu pico. Como podem notar o bitcoin caiu 70% dessa máxima. Eu digo que normalmente, depois de estourar uma bolha, os ativos caem de 80% a 90% do pico, onde o bitcoin está enquadrado.



_ Ei David, ainda faltam no mínimo 10%! Hahaha ....
Aguarde! Hahahaha ....

Só para completar, no estudo que eu fiz sobre bolhas, depois de uma queda dessa magnitude, o mercado fica um bom período no “ marasmo”, com pequenas oscilações. As exceções são para as empresas que quebram, aí sua cotação vai literalmente para zero.  Outros ativos, acabam se recuperando. No caso do bitcoin não sei o que vai acontecer, mas seguramente boa parte de seus compradores que perderem dinheiro não entrarão de novo.

Vocês devem estar notando como as explicações para as quedas das bolsas se multiplicam. Para o pessoal que achou que tinha sido só um espasmo, a queda de ontem os deve ter deixado mais preocupado.  Eu alertei sobre essa possibilidade no post subprodutos-do-crescimento: ...” A normalização dos negócios ainda é uma incógnita, embora o mercado tenha reagido positivamente ontem, os momentos da segunda-feira ainda acarretarão calafrios aos investidores que se perguntarão se é hora de continuar ou aproveitar essa recuperação para vender suas posições. Não acredito que tudo terminou considerando aquele dia como um pesadelo” ...

Gostei bastante do post de ontem o-ping-pong-das-bolsas, é verdade que sou suspeito! A classificação dada pelo Gavekal é ótima e serve de indicador. O gráfico a seguir aponta na mesma direção da sua opinião onde a queda teria sido por Carestia, conforme a definição dada no post mencionado.



Os lucros das empresas americanas são publicados trimestralmente, com sua maior concentração no mês subsequente ao termino do trimestre. É comum fazer uma comparação entre as previsões dos analistas contra o resultado realizado, inferindo se ficou acima ou abaixo da previsão. O gráfico a seguir apresenta a robustez dos resultados, notem que diferentemente do que aconteceu recentemente, tanto os lucros como as receitas foram superiores. No passado, os lucros acabavam sendo maiores porque as empresas passaram por um período de ajuste de despesas.



Agora existe dois indicadores que não estão coerentes com toda essa melhora. O primeiro, é o M2, crescimento da moeda, que deveria estar subindo, e continua a cair. É natural se esperar que o crédito suba aumentando a circulação de dinheiro.



O outro diz respeito a velocidade da moeda que nunca mais voltou ao níveis pré-crise. O gráfico poderá estar indicando uma estabilidade recente, mas o esperado é que suba.




No post o-pib-americano-explodiu, fiz os seguintes comentários sobre os juros de 10 anos: ...” Minha ideia e realizar o resultado ao redor dos 3% e esperar para ver o que acontece. Esse nível é de muita importância, pois além de ser uma barreira, é um nível que contém um fator psicológico. Acredito que, se os juros ultrapassar esse patamar, terá impacto mais sensível sobre os outros ativos” ...


Depois de uma semana volátil em todos os ativos, os juros de 10 anos chegaram a recuar até 2,65% na segunda-feira e depois voltaram a negociar perto da máxima recente de 2,86%. O gráfico a seguir com escala trimestral, tem como objetivo mostrar a importância do nível comentado acima.


Observem incialmente as linhas pretas traçadas que contém os níveis de juros desde 1986. Essa linha foi rompida neste trimestre. Como o trimestre não terminou, estou supondo que não volte para baixo, o que anularia toda essa análise. Agora observem a linha vermelha que está localizada nos 3%. Caso os juros ultrapassem, acrescentam mais um ponto em favor do rompimento mencionado acima. Agora crucial é o nível ao redor de 3,3%, apontado em azul, se passar, podemos afirmar que terminou o ciclo de baixa de juros que perdurou por 40 anos!

- David, e se isso acontecer, o que significaria?
Significa que, os juros poderão subir até 16% a.a. – máximo atingido em 1981, ou mesmo até ultrapassar.

- O que? Como pode fazer uma afirmação tão bombástica!
Calma amigo, eu disse poderão. Mas fica tranquilo que se acontecer algo assim, não serei eu que estará no comando do Mosca, pois pode demorar outros 40 anos.

Mas antes de sonhar, meu objetivo aqui é alertar para uma mudança que aparece a cada 40 anos. O problema é que, 99% dos investidores e traders estão acostumados a fazer exatamente ao contrário do que deve ser feito nesse novo cenário. Aliás, não é só o Mosca que alerta para essa possibilidade, Charles Gave, um dos fundadores da Gavekal, publicou um relatório no último dia 24 com o título: A “Once In a Generation Shift”, onde expõe porque o mundo vai passar de um ambiente deflacionário para um ambiente inflacionário.

Se tudo isso acontecer, esse é daqueles casos onde o fundamento e a análise técnica estão em concordância. Para os leitores do Mosca peço que fiquem atentos. Mas não se preocupem, eu estou acompanhando com lupa esse ativo. A dica é ficar de olho nos juros de 10 anos, ele será o indicador da mudança. Em todo caso, como já havia recomendado antes, não comprem títulos longos, o risco parece não recompensar tecnicamente. Sugiro reler o post __Está na hora de mudar de direção___ .



O SP500 fechou em 2.619, com alta de 1,49%, foi uma secção volátil, com momentos de queda e alta se sucedendo, muito diferente do que acontecia há 15 dias; o USDBRL a R$ 3,2939, com alta de 0,25%; o EURUSD a 1,2233, com baixa de 0,10%; e o ouro a U$ 1.315, com queda de 0,24%.

Fique ligado!

Nenhum comentário:

Postar um comentário