2020: O risco vai compensar?

6 de dezembro de 2012

Apito final 6/12/2012


No post de ontem apito-final-5/12/2012, fiz uma menção sobre a disputa entre funcionários e acionistas. O USA é movido a resultados, esta cultura foi disseminada desde os anos 80 e hoje é enraizada na sociedade. O Presidente de uma companhia vai ser valorizado dependendo das cotações destas ações na bolsa, este é o parâmetro, uma vez que a maior parte da sua remuneração é em stock optionscapisce?

Qualquer um sabe que, para aumentar os lucros basta aumentar as receitas e/ou diminuir os custos, e como a mão-de-obra é um dos fatores relevantes na composição, vale tudo, mandar as fábricas para a China, substituir por robots e etc... o seu compromisso é com o bolso dos acionistas, como o mosca.

Vejam as seguir o gráfico que mostra a relação dos lucros sobre o PIB, ou seja, a margem.


Este outro, é a relação dos salários sobre o PIB.


Esta paranoia de elevar os lucros a qualquer custo, o que como acionista é ótimo, pode chegar a extremos, pois propiciar maior riqueza aos acionistas (1%) em detrimento de uma economia mais saudável (99%), pode gerar um desequilíbrio social indesejável para o Governo. Agora se vocês me perguntarem o que deve ser feito, não saberia responder, pois “obrigar” as empresas a pagar mais, ou contratar americanos ao invés dos Chineses, não é nada eficiente. Problemas do Capitalismo quando os objetivos sociais são conflitantes com os econômicos, bom problema para os sociólogos resolverem e enquanto isso a insatisfação tende a continuar aumentando.

Só para lembrar, amanhã é dia de anúncio da taxa de desemprego nos USA e como sempre pode ser um elemento de oscilações no mercado, especificamente esta terá muitas considerações por conta do furacão Sandy.

O SP500 fechou a 1.413, com alta de 0,33%; o real a R$ 2,0765, com baixa de 0,53%; o euro a 1,2968, com queda de 0,74% e o ouro a US 1.698, com alta de 0,31%.
Fique ligado!



Nenhum comentário:

Postar um comentário