Inflação: A Revanche

10 de março de 2015

O Maverick das Finanças

Vou começar com um "mea culpa", eu sempre relacionei o sucesso de Warren Buffet ao fato da sua estratégia estar baseada na alta da bolsa, então era só comprar quando o mercado entrava em pânico e esperar voltar a normalidade para vender. Agora vejo que este, é um pensamento superficial movido pela inveja.

Já comentei diversas vezes, mas não custa repetir, que a diferença entre a inveja e a admiração, é que na primeira você tenta se igualar buscando trazer esta pessoa ao seu nível, enquanto a segunda você busca aprender para chegar ao nível dela. A primeira é negativa e não traz nada de bom e a segunda é positiva, onde você fica aberto para novos ensinamentos.

Esta semana, o legendário Warren Buffet, completou seu cinquentenário como responsável pela Berkshire Hathaway. Inicialmente era uma empresa têxtil decadente, operando no prejuízo e encontrava-se num estágio de fechar fábricas. Hoje é um grande conglomerado que é dono e opera inúmeros negócios de sucesso, inclusive companhias de seguros, que origina enorme volume de caixa, usado para comprar novos negócios e investir no mercado acionário. Desde o início, cresceu aproximadamente 20% a.a. nos últimos 50 anos, e seu rendimento foi superior a 3.000% acima do SP500.

Anualmente ele apresenta a seus acionistas os resultados de seus investimentos. Neste ano, para comemorar seus 50 anos a frente dessa Companhia, resolveu compartilhar seis lições aos investidores.

  • O seu comportamento torna seu investimento arriscado, e não volátil
A volatilidade não importa se você está investindo no longo prazo. O verdadeiro problema é que, se você fica assustado pela volatilidade, acaba fazendo algo muito arriscado - como tentar achar o melhor momento.
É o comportamento do mercado - negociando ativamente, não conseguindo diversificar e pagando taxas excessivas - que faz você possuir ações de muito risco. 

  • Desconfie dos Corretores
"Não pergunte a seu barbeiro se você precisa cortar o cabelo". Considere o modelo de negócio da pessoa que está te dando o conselho.
Ele também observa que os conselheiros "são muito melhores em gerar comissões que gerar retornos elevados". Eles são realmente vendedores.

  • Encare seus erros
Ele menciona as empresas que não deveria ter adquirido, e as oportunidades que perdeu. Citou como exemplo a empresa Tesco, dizendo que deveria ter vendido mais cedo do que fez. Isso serve como lição para os investidores, que tendem a se agarrar as posições perdedores, para evitar a dor da perda.

  • Não espere mais 50 anos como os últimos 50
Buffet está muito confiante que a Berkshire vai continuar a ser bem gerida, continuando a crescer e gerar valor. No entanto, diz que os investidores não devem esperar ganhos de 20% a.a., no futuro.

  • Um único ano representa mais a ação do mercado do que da empresa
Aqui ele enfatiza que as empresas mais fortes acabarão por valer mais - mas, no curto prazo, qualquer coisa pode acontecer. Ninguém sabe quanto vai valer qualquer ação daqui a um ano, a partir de agora, mas você pode estar razoavelmente confiante de que investir num negócio sólido irá recompensá-lo à longo prazo - a menos que você compre caro.

  • Evite investimentos caros
Bufett enfatiza este ponto inúmeras vezes. É um de seus princípios fundamentais quando analisa a empresa a se adquirir: Até um bom negócio é um mal investimento, se você pagar muito por isso. "Um bom investimento pode se transformar em uma especulação se ele é comprado a um preço elevado". Este conselho aplica-se principalmente, quando se pretende adquirir um IPO Hot" .

Para nós brasileiros que vivemos a maioria parte do tempo com elevadas taxas de juros, o investimento em ações são bastante prejudicados. Assim, alguns de seus conselhos descritos acima, aplicam-se mais aos americanos. Entretanto, eu quis compartilhar com vocês mesmo assim, pois sempre se aprende algo com pessoas como Bufett, um genuíno Maverick! 

- Hiiii David, ele ferrou com sua análise técnica! Hahahah ....
Não preciso ter a menor dúvida que ele não acredita em análise técnica, é contra seus princípios. Mas existe algo em comum, disciplina e reavaliação das decisões passadas. Da mesma forma que ele usa técnicas específicas para decidir seus investimentos, reavalia de tempos em tempos, confrontando com suas expectativas, tudo tem preço. Os horizontes são completamente diferentes, ele pensa em vários anos e nós aqui em meses, quiçá dias.

No post Number-1, fiz os seguintes cometários sobre os juros de 10 anos americanos: ...se ultrapassar acima amentam muito as chances das taxas subirem, este nível de confirmação é de aproximadamente 2,15 % a.a. ... E isso acabou acontecendo na semana passada.

Embora os juros tenham ultrapassado o retângulo apontado em vermelho e retornado hoje, o movimento esperado, ainda é de novas altas mais adiante. Minha proposta é um trade apostando que os juros irão subir. Existem várias formas de se realizar essa operação, uma delas é vendendo o contrato futuro específico. A sugestão é vender com juros entre 2,00%/1,95% a.a, com um stoploss a 1,84% a.a. Em termos percentuais, isso equivale a um prejuízo potencial de aproximadamente 1%, para buscar 4,5% no mínimo. Se alguém tiver dúvidas como fazer essa operação, me envie um comentário.

O SP500 fechou a 2.044, com queda de 1,70%; o USDBRL a R$ 3,1015, com queda de 0,59%; o EURUSD a 1,0697, com queda de 1,43%; e o ouro a US$ 1.161, com queda de 0,34%.
Fique ligado!

Nenhum comentário:

Postar um comentário