2020: O risco vai compensar?

24 de setembro de 2012

Ameaças Sociais a vista


Venho publicando dados sobre o empobrecimento das classes médias, principalmente nos países desenvolvidos. Vários movimentos foram e são organizados nos USA (Occupy Wall Street) e principalmente na Europa. Socialmente estas manifestações acontecem em ondas, e quanto mais a situação piora, mais violentas elas ficam.
Um nome conhecido na administração de fundos Hedge, é Ray Dalio. Na semana passada deu uma entrevista a rede CNBC, do qual extrai alguns pontos. Diferentemente de seus pares que palpitam sobre o dólar, ouro, bolsa e helicópteros, sua maior preocupação é a conexão entre a fraqueza económica e a instabilidade social.

Eu não sei se já passamos o ponto de poder administrar com sucesso está situação. Estou com receio que uma nova recessão causaria rupturas sociais, porque a desalavancagem é um processo muito doloroso, que depende da sua administração.
“Quando existem disputas entre ricos e pobres, esquerda e direita e assim por diante, a situação é muito ameaçadora. Por exemplo, quando Hitler assumiu o poder em 1933, foi o momento mais profundo da depressão por causa da tensão social entre as fações. O fato do partido Neonazista estar em crescimento na Grécia indica que a conexão entre o crescimento dos radicais e a depressão, continua como um fenômeno, mesmo em 2012.
Em outros países mais ricos, esta situação não aparece ainda. Mas níveis elevados de desemprego, colocam em cheque a democracia no longo prazo.”

Um gráfico da evolução do desemprego e o crescimento dos votos Nazistas na Alemanha nos anos 30, diz tudo, veja abaixo.


Hoje em dia, os países desenvolvidos, em sua maioria, têm enfrentado taxas de desemprego elevadas, oriundas de um processo de transferência de suas indústrias para a China, o que vem minando a oferta de trabalho. Enquanto a economia está crescendo, estes efeitos não são sentidos, pois as vagas crescem, porém quando desacelera, ficam expostos a estes eventos. Aqui no Brasil, por conta de uma série de fatores que contribuíram, nossas taxas de desemprego estão nos níveis mais baixos históricos, e enquanto o mundo não sofrer nada mais grave, parece pouco provável que teremos estes tipos de problemas, mas se o Cenário Horror, citado no post twilight-zone, ocorrer, não vamos escapar! 
Mesmo com todas estas ameaças, publiquei durante a tarde, uma sugestão de trade, para comprar o euro, compromisso com o bolso! 


Minha homenagem, é para o cinquentenário dos Jetsons. Quem é da "velha guarda" deve adorar esta série. Hoje em dia, suas ideias futurísticas parecem mais factíveis, como a empregada robot Rose, mas o que eu estou esperando mesmo, é o carro espacial que vira uma maleta! 

O SP500 fechou a 1.456, com baixa de 0,22%; o real a R$ 2,0250, com alta de 0,11%; o euro a 1,2929, com baixa de 0,35% e o ouro a US$ 1.764 com queda de 1%.
Fique ligado!



Nenhum comentário:

Postar um comentário