2020: O risco vai compensar?

25 de setembro de 2012

Emaranhado


Todos já ouviram a expressão usada quando moradores se aproveitam de energia elétrica sem pagar, "fazer um gato". Nestes casos, quando a empresa de energia tiver que fazer alguma manutenção, será que algum técnico tem coragem de colocar a mão no poste? Precisa ser macho!

Eu acredito que a situação na Europa não é muito diferente, esta semana é crucial para a Espanha, que havia solicitado uma ajuda para seus bancos há pouco tempo atrás. Os protestos já são esperados para hoje contra cortes no orçamento, uma vez que o mesmo será apresentado até o final de semana, e não deve trazer notícias muito boas. O Primeiro ministro recém-empossado, Mariano Roy, já deu um ultimato ao ECB, pois quer saber quanto dinheiro será destinado a seus bancos. 

Na Alemanha, a Primeira ministra Merkel, conseguiu uma vitória na semana passada para ir em frente, mas o poderoso Bundesbank, Banco Central Alemão, já disse em alto e bom tom, que não concorda com este modelo. Paralelamente os bancos germânicos estão atolados de dívidas Espanholas, que quando originadas tinham dupla garantia, do devedor e também dos imóveis que estavam sendo financiados, modelo copiado dos USA. Entretanto, com a queda dos preços dos imóveis, agora dependem somente do devedor. A tabela abaixo dá uma boa dimensão do problema nos maiores bancos.


Entenderam? Não? Tudo bem, nem quem está envolvido entendeu, mas o problema está longe de ser resolvido. Quem quer colocar a mão no "poste Europeu" que tem mais "gatos" que uma favela? 

Mudando de assunto vejam abaixo o gráfico sobre a evolução do comércio mundial, talvez seja por isso que a bolsa Chinesa vem caindo. Esperar que suas exportações sejam canalizadas para o mercado interno? Como dizia meu ex-colega da Planibanc: Não tem a menor chance!



O SP500 fechou a 1.441, com baixa de 1,04%; o euro a 1,2906 com queda de 0,19%; o real a R$ 2,0305 com alta de 0,22% e o ouro a US$ 1.760, com queda de 0,15%.
Fique ligado!

Nenhum comentário:

Postar um comentário