Inflação: A Revanche

26 de maio de 2017

Exuberância Irracional


Nos anos 80 as negociações na bolsa de valores brasileira eram bastante limitadas. Os estrangeiros praticamente inexistiam e as pessoas físicas queriam distância desse mercado, em função da queda ocorrida nos anos 70. As operações financeiras ligadas as ações também não eram comuns, haja visto a ideia que era um mercado arriscado.

Nessas condições os especuladores tinham um prato cheio para suas apostas. O mais conhecido deles, Nagi Nahas era um grande player na época. Me recordo que, em seguida ao anuncio do Plano Cruzado, a ideia comum era que a bolsa de valores deveria subir. Com esse pano de fundo e a criação do mercado futuro do índice Ibovespa, Nagi Nahas entrou de cabeça comprando tudo que podia e usando o máximo de crédito. Esse instrumento, o futuro do Índice Bovespa atendia plenamente seus objetivos. Por exemplo, naquela época com R$ 100 poderia comprar o equivalente a R$ 2.000 de ativos acionários. Na verdade, nem precisava dos R$ 100, poderia depositar uma carta de fiança.

Naquela época eu era responsável na Planibanc pela área de renda fixa e ficava buscando alternativas “diferentes” para gerar ganhos. Quando calculei a taxa de juros implícitas entre o mercado a vista da bolsa e esse índice futuro não acreditei, era de 100% para um período de 60 dias. Os juros bancários naquela época eram de 18% a.a. Não precisaria ser um grande matemático para chegar à conclusão que se poderia ganhar uma nota.

Não tive dúvidas, começamos a financiar grandes volumes dessa operação. Quem estava em nossa companhia era o banco Garantia. Segundo meu operador dizia, toda vez que nos aproximávamos da roda do índice futuro, a cotação caia de imediato, pois sabiam qual era a nossa ponta. Demorou um pouco para o mercado se aperceber o que estávamos fazendo, mas um belo dia essa taxa caiu para 40%. O Nagi acertou que a bolsa iria subir mas perdeu dinheiro nesse contrato.

Esse exemplo se aplica de certa forma ao que vem acontecendo com o mercado de bitcoin. Talvez o leitor não saiba exatamente como funciona. Estou anexando um link what-is-bitcoin-the-cryptocurrency-explained caso queriam maiores detalhes, porém em resumo trata-se de uma moeda digital, cuja emissão inicial foi de 21 milhões de unidades. No início seu criador imaginou que seria um refúgio para quem desconfiasse de outra moeda. Na época, o dólar era visto no mercado com desconfiança e o bitcoin poderia ser uma forma de proteger o valor das pessoas. Acontece que essa desconfiança acabou não se materializando e ao contrário, o dólar passou por expressiva valorização nos anos que se seguiram.

Porém o bitcoin acabou tendo uma outra utilidade até maior, a de permitir a realização de operações ilegais. Como não fica rastro, é muito difícil traçar seu caminho. No último ataque de hackers, que atingiu centenas de países, os bandidos pediam para depositar o resgate em bitcoins. Mas seguramente os chineses encontraram nesse veículo a forma de levar suas poupanças para outros países, como descrevi no post bitcoin-o-dolar-black-dos-chineses.

A evolução dos preços dessa moeda digital apresenta as características intrínsecas de uma bolha. Levadas pelo que se denomina em finanças comportamentais como efeito manada, seus preços oscilam diariamente o equivalente as oscilações anuais esperadas para os ativos mais voláteis. O gráfico abaixo dá uma ideia dessa magnitude.


Da segunda-feira passada até ontem subiu nada mais nada menos que 40% - de U$ 2.000 pra U$ 2.800. Isso foi até um certo momento, pois em questão de horas caiu 20% - de U$ 2.800 para U$ 2.200, recuperando-se logo em seguida para U$ 2.600 (18%). Se existisse somente o bitcoin negociando em dólar, seguramente se poderia afirmar que os EUA viviam uma hiperinflação. Mas como tudo isso acontece com euros, francos suíços, yens, real e etc. ..., parece que quem está com a cotação errada é o bitcoin.

Como qualquer bolha que ocorreu na história, o final é triste, normalmente recua a 10% do valor máximo atingido. Por outro lado, não existe nenhuma forma de se prever qual o pico. Assim, antes que meu amigo se manifeste, não sugiro nenhuma venda a descoberto, pois como já dizia o renomado economista, Maynard Keynes, o mercado pode ficar mais tempo irracional que você solvente. Sua frase é pertinente nesse caso, pois além de economista era um grande especulador, deve ter sentido na pele! Hahaha ....

Charles Gave, sócio da empresa Gavekal, disse num evento essa semana, que está muito otimista com a China e espera que daqui a três anos o governo torne o yuan uma moeda conversível. Quando isso acontecer, para o grupo que usa a bitcoin como veículo de fuga da China, este perderá sua utilidade. Isso deveria ter um grande impacto em suas cotações, ficando esse mercado para as outras operações ilegais que também estão chamando bastante atenção das autoridades mundiais.

Eu só vejo uma grande utilidade para essa moeda caso alguma grande economia sofra uma grande catástrofe, fazendo com que haja uma corrida contra sua moeda. Mesmo assim, tenho dúvidas se a escolha seria o bitcoin ou o ouro que já tem uma tradição secular.

Num dia pela manhã, em 1996, quando a bolsa americana subia todo santo dia, acordei com um pronunciamento do Presidente do FED, Alan Greenspan, dizendo: ... “ But how do we know when Irrational exuberance has unduly escalated asset values, which then become subject to unexpected and prolonged contraction as they have in Japan over the past decade”…. Não se tinha dúvidas que ele se referia ao mercado acionário, naquele dia a bolsa levou um tombo de quase 2%. Passados alguns dias a bolsa voltou a subir. Mas irracional não era a bolsa naquele momento, provavelmente teve pesadelos na noite anterior. Irrational Exuberance é a cotação dos bitcoins, palavra do Mosca! Vamos ver se serei lembrado daqui a 20 anos! Hahaha ....

No post calar-e-ouro, fiz os seguintes comentários sobre os juros de 10 anos: ...” o gráfico abaixo aponta a tática a ser usada. Entre 2,10% - 2,15% (azul) vamos observar para ver se zeramos aí ou continuamos em frente rumo aos 2% (verde) ” ...


Não houve muita alteração no quadro e parece que o mercado está consolidando para atingir o objetivo traçado. Entretanto uma correção de curto prazo pode acontecer conforme ilustrado a seguir. Por esta razão resolvi liquidar a posição e aguardar os próximos dias.

Quero deixar claro que estou “arriscando” essa correção para entrar novamente na posição. Mas posso me enganar, e o mercado continuar caindo sem que dê essa oportunidade. Vocês já sabem, correções são imprevisíveis.

Estamos terminando a semana sem nenhuma posição, caso raro nesses últimos meses. O resultado acumulado deste ano é negativo, muito afetado pelo evento JBS. Mas a vida de investidor é assim, existem períodos negativos. Ah, antes que eu me esqueça, Fora JBS! Se parece existir conflito de interesse na afirmação, tem sim, afetou o bolso! Hahaha ...


O SP500 fechou a 2.415, sem alteração; o USDBRL a R$ 3,2647, com queda de 0,25%; o EURUSD a 1,1167, com queda de 0,36%; e o ouro a US$ 1.267, com alta de 0,94%.
Fique ligado!


Nenhum comentário:

Postar um comentário