Inflação: A Revanche

4 de maio de 2017

Operátion Lave-Auto II


Neste final de semana se saberá quem é o novo Presidente da França, se as pesquisas não pregarem uma peça, Macron deverá ser eleito. Ontem foi realizado o último debate entre os candidatos, e como acontece nessas situações, acusações de ambos os lados se sucederam. Macron jogou na defesa rebatendo sua oponente. Com uma vantagem no mínimo de 20% sobre Le Pen, durante todo esse período eleitoral, só falta receber a faixa presidencial.


Mas o ápice do debate ocorreu quando Le Pen fez a seguinte declaração: “Eu espero que nós não venhamos a descobrir que você tem uma conta offshore em Bahamas”, naturalmente Macron refutou considerando essa insinuação como difamação. Essa estratégia, é uma forma de Marie Le Pen enfatizar as raízes de seu oponente como um candidato da elite capitalista, além de seu passado profissional como banqueiro.

Hoje em dia, com os acordos de troca de informações entre os países, onde a França se inclui, é mais difícil ter contas secretas como no passado, mas não impossível. Países como Angola que não assinaram esse acordo, pode acolher contas nessa condição. É especulado que vários políticos brasileiros usaram essa facilidade para ocultar seus nomes. Vocês sabem de quem eu estou falando, certo?

Mas se existe alguma equipe com larga experiência no assunto é a Polícia Federal, direcionada pelo Juiz Sergio Moro, o Capitão Nascimento da Tropa de Elite 3, como eu assim denominei no post de ontem.

Agora não dá mais tempo para Le Pen, a “Tropa de Elite” ainda têm muito trabalho por aqui. Mas quem sabe no futuro não poderiam diversificar com um braço no exterior?  Operátion Lave-Auto II! Hahaha ...

Pouco a pouco os analistas estão percebendo que a Europa está saindo da fase de desalento para apresentar um crescimento melhor que o esperado. O PMI publicado pela empresa Markit, hoje pela manhã, não deixa dúvida.


O crescimento econômico se acelerou para o mais elevado nível dos últimos seis anos. Os comentários dessa empresa foram: “ A fotografia encorajadora dos dados dessa pesquisa deverão elevar várias projeções de crescimento da zona do euro para 2017, e sem dúvida, aumentará a especulação que o ECB vai moficar sua retórica, colocando em cheque sua política monetária expansionista”. Já dizia o Mosca! Hahaha ... 

Passado o susto da França, o próximo país a ser focado será a Itália com eleições previstas para o próximo ano. A pesquisa a seguir realizada em abril poderá se modificar sensivelmente caso se concretize um cenário mais positivo para a Europa. Candidatos menos extremistas poderão ganhar a preferência do eleitorado. Agora imagina se a Juventus conquistar a Champion League derrotando o Real Madrid? Não vão querer mudar nada!


Amanhã será publicado os dados de emprego nos EUA cujo consenso é pela criação de 185 mil novas vagas, com uma taxa de desemprego de 4,6%. Ontem o ADP apontou para uma abertura de 177 mil novas vagas. Esse indicador é apresentado como uma prévia do dado oficial. Parece que não deverá ocorrer nenhuma surpresa.


Como comentei ontem, as declarações contidas na ata do FED indicam que os juros deverão subir na próxima reunião em junho. O mercado já aposta nessa hipótese com 94% de probabilidade, praticamente uma certeza. Agora, se ninguém tem mais dúvida, por que não subir os juros de imediato? O Mosca usa uma frase há muitos anos “Taxa de juros não tem data marcada para subir”. O que quero dizer com isso é que, se todo mundo acha que os juros irão subir, seus efeitos acontecessem já, então para que esperar?


No post ufa, fiz os seguintes comentários sobre o euro: ...” eu acredito que caso o euro continue subindo, ao atingir o nível de 1,10 será uma grande batalha, entre os céticos e os novos otimistas. Como a quantidade dos primeiros é superior, uma rodada de stoploss poderia levar o euro até 1,13, relativamente rápido” ...

 
Depois de ficar pensativo nos últimos dias com uma oscilação bastante pequena, parece que a moeda única também respira aliviada com a possível vitória de Macron.


As cotações ultrapassaram nosso nível de liquidação de metade da posição a 1,095. Caso o resultado esperado se confirme no domingo, o caminho estará aberto para uma nova rodada de alta da moeda única. Calculo que as eleições na França darão espaço para comentários mais otimistas para a Europa, e deverão culminar com o cancelamento dos voos de helicópteros programado até 2018 pelo Mini- Mário.

Parece que tudo caminha para mais uma vez para o euro conseguir uma sobre vida. Não deixa de ser um alívio temporário. Eu acredito ser inviável um modelo de câmbio fixo para países tão distintos, ainda mais quando um deles é a Alemanha. A latinha está sendo chutada para frente!

O SP500 fechou a 2.389, sem variação; o USDBRL a R$ 3,1815, com alta de 0,54%; o EURUSD a 1,0982, com alta de 0,92%; e o ouro a US$ 1.228, com queda de 0,81%.
Fique ligado! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário