2020: O risco vai compensar?

11 de março de 2013

O real visto com uma lupa


Os últimos dados de inflação tem preocupado muito o Governo, na semana passada foi publicado o IPCA do mês de fevereiro, e a “gambiarra” nas contas de luz não foi suficiente para retroceder os índices, registrando uma taxa anual de 6,31%. Mais que rapidamente nossa Presidenta resolveu agir e no final de semana anunciou a desoneração dos itens da cesta básica, que poderá ter um impacto de 0,5% na inflação.

Os agentes econômicos já estão perdendo a esperança e projetam a inflação para o final deste ano a 5,82%, próxima a banda superior. Quanto aos juros já se formou um consenso, que terá que subir e estes mesmos analistas apontam para um nível de 8% no final de 2013.
A política ficou clara, postergam-se os aumentos que derem (gasolina, transporte urbano..), diminuem-se os impostos onde tem um bom impacto no índice (contas de luz, desoneração da cesta básica) e rezam, porque o problema está na escassez de mão de obra e aí não tem manobra.

A estratégia adotada de querer controlar tudo começa a não dar os resultados esperados, por exemplo, o tesouro foi “convidado” a cobrir um rombo ocasionado nas distribuidoras de energia elétrica, em função do suprimento realizado por usinas termoelétricas que estão a pleno vapor, a fim de evitar a falta de energia. E por último o embroglio da derrubada do veto presidencial sobre o rateio dos royalties do petróleo.

David, compra ou vende? Já estou sabendo de tudo isso!
Entendi, no post bcb-behind-curve resolvi sair da posição de real e desde lá as cotações do dólar recuaram, por outro lado está próximo da cotação de compra R$ 1,93. Na sexta-feira a mínima foi de R$ 1,94, veja a seguir um gráfico com uma visão de curto prazo.


Se o real resolver seguir meus "conselhos” deveria reverter a alta de hoje e caminhar obedientemente até os R$ 1,93 (em azul 1)! Hahahahah... Mas se for teimoso e resolver continuar subindo (em vermelho 2) e penetrar no retângulo vermelho, então talvez o caminho de alta do dólar estará se pavimentando. Dependendo de suas necessidades você pode agir já, ou aguardar como eu vou fazer, it´s up to you.

O SP500 fechou a 1.556, com alta de 0,32%; o real a R$ 1,9570, com alta de 0,50%; o euro a 1,3050, com alta de 0,35% e o ouro a US$ 1.581, com alta de 0,24%.
Fique ligado!

Nenhum comentário:

Postar um comentário