2020: O risco vai compensar?

26 de outubro de 2012

Indecisão


Uma das piores situações no mundo dos negócios é quando algo importante está para ser resolvido e depende de uma ação do Governo, esta é a situação em que se encontra a economia americana. Eu já havia comentado anteriormente, que várias reduções de impostos terminam ao final deste ano, e com as eleições para Presidente, ainda não foi decidido se haverá ou não algum tipo de prorrogação. Algumas estimativas mais pessimistas calculam que, se nada for renovado, o PIB americano sofreria uma redução de até 3%, gerando uma recessão.

O fato de a disputa estar parelha, deixa os empresários mais receosos, uma vez que os Republicanos, partido do Rommey, nem querem discutir isto agora, evitando dar alguma vantagem a Obama. Este assunto ficou conhecido como fiscal cliff.
Já não bastasse todos as outras dúvidas que pairam no ar, esta já teve um impacto nas encomendas de máquinas, como pode ser observada no gráfico abaixo:


Vejam também como esta variável é bastante correlacionada a evolução do PIB. O que os analistas se perguntam, é se esta desaceleração foi causada por este efeito ou por algum outro motivo, neste último caso esta situação é muito mais delicada.


Como consequência as bolsas em geral tem performado negativamente, e o SP500 está abaixo daquele ponto crítico que mencionei no post tombo-do-google, conforme gráfico abaixo.
Acontece que mesmo passando pelo ponto crítico ( retângulo em vermelho), ainda estou na dúvida se este movimento é o preludio de uma queda mais acentuada.

-David, espera um pouco, vai ficar no muro de novo?
Olá amigão, estava sumido! Eu entendo sua pergunta, e porque não sua indignação, mas análise técnica não é uma caixinha preta depende também de interpretação. Desculpa, investir (especular?) é difícil!
Veja a frase extraída, do post citado acima: ...Tecnicamente seria mais "correto"  o SP500 experimentar uma nova alta, porém,caso não aconteça, o movimento apontado no gráfico pode ser considerado truncado....

Muito bem, eu acredito que o que está traçado em vermelho, é o mais provável pelos seguintes motivos: a) Ter que assumir um movimento truncado (raro); b) A queda recente não foi impulsiva; e c) Os osciladores não estão muito negativos, assim fico ainda com este cenário. Como alternativa, se o SP500 romper os 1.360 com gusto, vamos pelo movimento traçado em azul.

O SP500 fechou a 1.411, sem variação; o real a R$ 2,0270, sem variação; o euro a 1,2935, sem variação e o ouro a US$ 1.710, sem variação. O mercado estava fechado hoje? Hahahahaha.....
Fique ligado!
COOL

Nenhum comentário:

Postar um comentário