2020: O risco vai compensar?

9 de janeiro de 2013

Track Record: Cuidado


Hoje eu vou comentar sobre um assunto indigesto para mim, fundos de Investimentos. Vocês devem conhecer a famosa frase “nunca cuspa no prato que comeu”, mas não acredito que seja este o caso, pois vou procurar ser imparcial. Para quem me conhece, sabe que passei boa parte de  minha vida profissional administrando fundos de terceiros, e portanto aprendi muitas coisas sobre este negócio. Vou aproveitar também um artigo publicado que contem alguns dados.

Em qualquer fundo que você investir, terá que assinar um documento sobre os riscos que está correndo, e em letras minúsculas, “ resultados passados não são garantia de resultados futuros”. Acredito que, a maioria das pessoas, não lê este documento pois está motivada e esperançosa em ganhar dinheiro.

…There is strong evidence that chasing managers with strong 3 and 5 year track records is actually harmful to your portfolio health…

O estudo feito por este analista refere-se aos fundos americanos, mas as conclusões se aplicam a Indústria como um todo. Neste primeiro gráfico ele compara o desempenho nos últimos 20 anos dos fundos de ações e renda fixa.


O próximo gráfico é então mais marcante, pois demonstra que a tendência de gestores que publicam desempenhos trimestrais nos últimos 5 anos acima da media, não repetem a mesma performance nos próximos 5 anos. Espera-se que aleatoriamente 25% deles deveriam estar na lista, porem a realidade é um pouco diferente.



As razões podem ser varias, porém a mais importante é que os administradores são seres humanos, e por causa disso, expressam confiança em excesso, adquirem hábitos incoerentes, ideologias e tendências emocionais da mais perigosa caixa preta que existe, nosso cérebro!
Os fundos hedge onde o gestor tem liberdade de investir em vários mercados, e até em posições vendidas, a caixa é "mais"preta.

- David, você está sugerindo para não investir em fundos?
Oh colega reapareceu? Feliz Ano Novo! Não, não é este meu intuito, pois alguns fundos são interessantes e podem ser um bom investimento, alem de existir exceções como o Hedge Griffo Verde, administrado por Luis Stulhberger, que obteve retornos positivos por muitos anos. 
Em todo caso, preparei uma lista que você deve verificar antes de investir:

Verifique as taxas cobradas
Nos dias de hoje pagar 2% a.a. de taxa de administração acrescido de 20% de performance é extremamente elevado, suas chances de perder é maior do que ganhar.

Prazo de resgate
Fuja dos fundos onde o período entre sua solicitação de resgate e o recebimento dos recursos, seja muito longo. Nada muito mais que 30 dias.

Desconfie de fundos que nunca perderam
Vocês devem se lembrar do caso Madoff  alguns anos atrás. A título de curiosidade, naquela época, um investidor me perguntou o que eu achava destes fundos dizendo que eles tinham uma estratégia de compra e venda de ações sem risco, única, secreta! Eu pensei: Conhecendo Wall Street como eu conheço, como ele teria uma formula única? Estratégia sem risco? Come on! Desconfie de milagres.

Cuidado com altos retornos
Não se engane, altos retornos = altos riscos, a diferença é que você não acompanha a carteira no dia a dia, só vê a foto no final do mês.

Prefira os fundos Indicias
Se você acha que a bolsa vai subir compre um fundo de algum índice de bolsa.

David Espera ai, no ano passado alguns fundos no Brasil renderam bem, enquanto o do índice Bovespa, foi pífio. 
Ah, as ações de empresas menores foram melhor que as grandes empresas como Petro e Vale, então foi isso que eu disse, compre o fundo indicial de pequenas empresas. Acho melhor que entrar num fundo que tem uma carência enorme para sair e caso a bolsa como um todo caia, estas ações vão sofrer mais. Lembra, a onda B vai terminar em algum momento previsão-para-o-próximo-ano.

O SP500 fechou a 1.461, com alta de 0,27%; o real a R$ 2,0378, com queda de 0,17%; o euro a 1,3067, sem alteração e o ouro a US$ 1.657, sem alteração.
Fique ligado!



Nenhum comentário:

Postar um comentário