2018: Vestibular Político

8 de setembro de 2017

Dom Palocci: Independência ou cadeia!


Fiquei surpreso que nenhum artigo comentando o interrogatório de Antonio Palocci, desse a importância as suas consequências, talvez minha imaginação voou alto demais. Naturalmente, o que é visível e foi reportado é que, seria inimaginável que o auxiliar mais direto do Lula fosse escancarar os fatos. A resposta tanto de lula como de Dilma seguem a praxe “é mentira porque está acuado pela prisão, etc ...”, acho que o entojo do advogado de Lula poderia ser mais criativo!

Na minha visão vai mais além, as declarações de Palocci tem diversas consequências, a primeira mais evidente é que a partir de segunda feira haverá uma corrida de todos os acusados do PT em fazer delação premiada, pois se assim não fizer, o conteúdo passa a ser perecível e a demora significa cadeia até o final da vida.

Com esse cenário o Lula fica isolado e sem muitos argumentos para evitar sua prisão, concorrer nas eleições de 2018 passa para segundo plano, sua estratégia nesse campo falhou. Como imagino que o discurso que vem pregando “se for preso será vítima e blá, blá, blá ...” não é verdadeiro, pois não estará disposto a pagar para ver, restam duas alternativas: a mais óbvia é fugir, assunto que foi ventilado há alguns meses; a outra é fazer uma delação premiada.

- David, você deve ter bebido muito no feriado!
Acompanhe meu raciocínio, você não acha que o Lula sabe de muito mais coisa que não está noticiada? Onde estão os bancos em geral?  Quem liberou essas quantias enormes de dinheiro vivo? Será que não existe uma lista grande de empresários que estão na moita? Ou seja, ele detém as informações de quase todos os corruptos. Naturalmente passará por um grande constrangimento, mas melhor isso que mofar na cadeia para sempre, ou depender de advogados para tentar tirá-lo de lá.

Parece impossível? Pode ser que eu esteja viajando na maionese, como se costuma dizer, mas o pessoal de Curitiba é muito bom, estão conseguindo derrubar peça por peça da quadrilha que estava instalada no Brasil.

Se estiver certo a data comemorativa de nossa Independência poderá ser lembrada pelo grito de Independência feito por Dom Pedro I, bem como, o grito de independência de Antonio Palocci que prefere entregar tudo de seu comparsa a ficar na cadeia.   

Vou postar alguns gráficos que coletei nestes dias. O primeiro é sobre o crescimento dos países membros do BRIC’s. Um verdadeiro massacre da China, imaginem como deve ter sido a última reunião do BRIC’s realizada na semana passada. A China fala e todo mundo escuta.



O próximo aponta uma comparação da Indústria entre os países desenvolvidos e os emergentes. Se continuar esse ritmo, seguramente os emergentes irão recuperar o terreno perdido em breve.




Devagarzinho o yuan, moeda chinesa, se valorizou 7% este ano, que quase se compara a queda do dólar de 11%. O Trump não tem mais o que reclamar nessa área. 

Foi noticiado que vários Hedge Funds, que estavam apostando na queda da moeda chinesa, mudaram de ponta e agora apostam numa valorização.



As taxas de juros oferecidas nos títulos chineses são superiores à dos principais países desenvolvidos. Mas não teria que ser dessa forma ou a China já mudou de categoria?




No post férias-coletivas, fiz os seguintes comentários sobre os juros de 10 anos: ...” agora projeto uma queda dos juros para o nível de 2,00 % - verde, e se rompido para 1,85% - rosa. O que mudou? A violação dessa área implica que a correção esperada já tivesse terminado” ...

...” - David, não seria mais correto abandonar a posição agora, já que não acredita mais na alta”? Você está certo no seu raciocínio. Porém, parece que uma pequena correção deve acontecer nos próximos dias (alta). Vou aproveitar para sair da posição nesse momento, evitando um prejuízo” ...


Acontece que toda minha boa vontade para evitar o prejuízo foi em vão e fomos stopados já na terça-feira seguinte a postagem (05/09), malditas correções! O nível agora se encontra próximo dos 2%, e não resta mais nada a fazer senão aguardar por evidencias na mudança de direção.


O juro pode demorar ou não para terminar essa correção, mas o que não pode é cair abaixo da linha azul traçada a 1,75%, se isso acontecer vou rever minha expectativa de alta no longo prazo e assumir que a baixa que prevaleceu nos últimos 35 anos ainda não terminou. É muito importante que esse ativo não se meta a besta e comece a subir logo!

Fico imaginado o que não deverá acontecer para que o juro fique abaixo de 1,75% a.a., ou uma recessão, ou o “doidinho” resolve atacar algum de seus vizinhos. Como não somos adivinhos vamos ficar focados no gráfico. Mas o que eu quero chamar a atenção é que o mercado de juros, normalmente onde estão o pessoal “fera”, está dando uma indicação não muito boa!


O SP500 fechou a 2.461, com queda de 0,15%; o USDBRL a R$ 3,0941, com queda de 0,14%, estou alterando o stoploss do trade em dólares para R$ 3,18; o EURUSD a € 1,2031, sem variação; e o ouro a U$ 1.346, com queda de 0,19%.

Fique ligado!

Nenhum comentário:

Postar um comentário