2018: Vestibular Político

28 de março de 2018

Dois contra um



Sempre que 3 pessoas precisam que chegar a uma decisão, com divergências, alguém sairá perdendo. Essa é a razão que em momentos importantes é imperativo que mais pessoas participem do processo.

Foi noticiado na segunda-feira, que o líder Norte Coreano, Kim Jong Un, fez uma viagem clandestina para Beijing, se encontrando com o Presidente Chinês, Xi Jinping. Segundo divulgado, sua visita não era oficial, porém foi recebido com honras, inclusive lhe foi oferecido um banquete.

O que será que eles conversaram, ou combinaram? Não tenho muitas dúvidas que o líder Chinês vai usar essa vista em seu benefício. Agora, se você fosse o Trump, sabendo que dentro em breve terá um encontro com o “doidinho” Kim Jon Un, como estaria se sentindo? Essa é mais uma consequência do jeito que o Presidente americano está conduzindo seu governo, de forma agressiva e ameaçadora. A tendência é que fique cada vez mais isolado.

Pouco se tem divulgado sobre a valorização do yuan. Ao final de 2016, quando boa parte do mercado apostava que o governo Chinês não teria outra alternativa para combater a alta do dólar, a moeda chinesa estava prestes a romper um nível tecnicamente importante de 7.00. O Mosca publicou naquele momento esse temor. Desde então, a moeda chinesa recuperou 73% dessa queda, enquanto o euro, por exemplo, recuperou apenas 53%.


Provavelmente, o governo Chinês tem uma estratégia para permitir essa valorização mais acelerada da sua moeda, mostrando uma certa boa vontade, contribuindo para, economicamente, induzir uma menor vantagem comercial com os EUA.

O gráfico a seguir mostra um aspecto social que tem um caráter desestabilizador. As estatísticas sobre o patrimônio das famílias americanas, e embora não seja novidade, a única faixa de renda onde houve elevação patrimonial se encontra nos 10% mais ricos. Em todos as outras segmentações o crescimento foi negativo.


As taxas de juros recuaram levemente desde que a bolsa americana começou a mostrar instabilidade nos últimos dias. O gráfico a seguir, mostra de maneira clara, a dispersão entre as projeções do FED, OIS, e o FED Funds. É uma diferença importante que em algum momento tenderão a convergir, ou subindo as taxas de mercado, ou o FED revendo suas estimativas.


A próxima estatística dá a real dimensão do otimismo dos americanos em relação a bolsa. O gráfico a seguir aponta a percentagem de caixa mantido pelos clientes da corretora Charles Schwab. O mais baixo das últimas décadas. Fazendo-se uma projeção dessa situação para o restante do mercado, uma corrida na bolsa por qualquer motivo, pode ter um impacto importante nos preços.


No post H2O, fiz os seguintes comentários sobre o SP500: ...” O Target calculado mais “corretamente” deveria levar o SP500 ao nível de 2.450” ... ...” Por enquanto está tudo bonitinho, o aspecto dessa queda me deixa esperançoso sobre meus objetivos, desde que, o nível de 2.741,47 não seja revisitado, com toda essa precisão” ...


Esse trade está se encaminhando de acordo com minhas expectativas. O que é necessário (desejado) seria que o nível de 2.588 seja rompido, conforme anotei no gráfico abaixo em preto. Em verde, se encontra o stoploss, caso as coisas andem diferente.


Neste trade estou mantendo um padrão de apresentação diferente da grande maioria dos gráficos publicados, com intervalo de 1 hora. Sempre que faço um estudo técnico, começo observando o ativo num intervalo mais longo – semanal/mensal, para depois entrar mais no detalhe. É muito arriscado formar-se opiniões observando somente o gráfico mais curto, pode te levar a grandes enganos, pois as cotações de curto prazo podem por exemplo indicar alta, enquanto as de médio e longo prazo baixa.

Neste caso, a ilustração curta, é a melhor em termos de evolução, haja visto que, as oscilações recentes, contemplam movimentos percentuais bem superiores ao que acontecia no passado recente. Mantenha o rumo!

O SP500 fechou a 2.605, com queda de 0,29%; o USDBRL a R$ 3,3274, sem alteração; o EURUSD a 1,2306, com queda de 0,77%; e o ouro a U$ 1.325, com queda de 1,35%.

Fique ligado!

Nenhum comentário:

Postar um comentário