Inflação: A Revanche

24 de novembro de 2015

O dito pelo não dito

Hoje pela manhã fomos informados que um avião turco F-16 abateu um avião russo Su-24. As informações dadas pelo governo turco são de que o avião russo estava no espaço aéreo turco, e foi devidamente avisado para que saísse. O governo russo não se pronunciou oficialmente até agora, porém o Ministro da Defesa disse que pode provar que esse aparelho estava sobre território Sírio todo o tempo de voo. Esse incidente pode ter repercussões mais sérias, se o que foi dito não for o real motivo. Existem duas possibilidades: o avião estava no território Turco por erro ou em busca de alguma informação, neste caso, tudo ficará como um incidente; ou não estava e foi abatido por erro do governo turco ou propositalmente. E nesta última hipótese poderia existir algum risco mais sério.

Pelo sim, pelo não, as moedas dos dois países já foram afetadas com quedas no dia.

É muito difícil entender as várias facções existentes nos países Árabes, onde a Turquia pode se enquadrar pelo grande número de muçulmanos. Um verdadeiro quebra-cabeças para nós Ocidentais.

Os PMI - Purchasing_Managers_Index, publicados pela Markit empresa de serviços financeiros, apontam para uma melhora na Europa e Japão, e piora nos USA. Inicialmente, vejam os dados da Europa, que vieram melhor que as previsões - o mais elevado dos últimos 54 meses.
Em seguida a do Japão, que também foi muito boa, apontando a melhor expansão dos últimos 24 meses.
E por último a americana, que desapontou. Veja os comentários da Markit na ilustração abaixo.

Os dados deveriam ter apontado exatamente ao contrário, ou seja, os USA com melhoras e a Europa e Japão neutros, ou um pouco piores. Vai entender!

No post todos-os-dias-são-sexta-feira-13, deixei duas possibilidades para quem quisesse fazer uma aposta no SP500: ...Para quem aposta na alta (1) recomendo uma compra entre 2.020 - 1.990, com stop a 1.960; e para quem aposta na baixa (2), uma venda nesses níveis atuais de 2.045, com stop a 2.120... 
O mercado resolveu respeitar os limites técnicos e negociou a 2.019 no dia 16/11, conforme apontado no gráfico abaixo em cinza.
Independente da opção que você escolheu, ambas ainda estão no jogo, é natural que quem comprou encontra-se numa situação mais confortável. 

Então vamos analisar por caso: 
  • Opção 1 - Sugiro duas possibilidades para o novo nível de stoploss, a primeira seria no ponto de entrada a 2.020, e a segunda a 1.990 - a mais correta do ponto de vista técnico. Caso o mercado volte a cair,  no primeiro nível teria um resultado nulo, e no segundo uma perda de 1,5%.
  • Opção 2 - Manter o stoploss no mesmo nível a 2.120, o que resultaria numa perda de 3,7%.
Quem irá ganhar no final?
- David, lógico que a opção 1!
É o que parece hoje, mas não conte vitória antecipada, tudo pode mudar num piscar de olhos. Agora é inegável que essa opção está com vantagem, uma vez que se der errado, seu prejuízo será menor com a elevação do nível de stop. Vamos ver como termina esta batalha, mas podemos dar mais um crédito à análise técnica, que apontou o nível de compra quase que, nos centavos!

O SP500 fechou a 2.089, com alta de 0,12%; o USDBRL a R$ 3,6985, com queda de 0,89%; o EURUSD a 1,0640, sem variação; e o ouro a US$ 1.075, com alta de 0,65%.
Fique ligado!

Nenhum comentário:

Postar um comentário