2018: Vestibular Político

14 de agosto de 2017

Bitcoin mania


Toda vez que encontro uma matéria comentando sobre as altas nas cotações da moeda digital, o Bitcoin, eu me pergunto porque alguém estaria comprando. No post a-bolsa-americana-esta-numa-bolha, fiz uma análise para identificar se a bolsa americana está numa bolha, mas parece que é a moeda pop do momento que já se encontra nesse estágio.

O Bitcoin surgiu há nove anos e naquele momento era imaginada como um porto seguro para quem desconfiava da elevada emissão de moeda feita pelos bancos centrais. O receio era que elevaria a inflação com risco de descontrole. Além do mais, oferecia uma grande vantagem em relação ao ouro pela facilidade em deter grandes quantias sem precisar de espaço físico. Outro atrativo é a negociação criptografada fugindo do controle de qualquer governo.

Depois de algum tempo, quando esse cenário mais temeroso foi descartado, surgiu um outro receio que também merecia muito cuidado, o qual seja a deflação. Mas nessa nova situação, os argumentos inicias para compra do Bitcoin seriam contrários a novas altas, pois em deflação nada sobe. Porém surgiram outros argumentos para justificar novas altas: o uso em operações ilícitas, e mais recentemente, o veículo que os chineses encontraram para enviar sua poupança ao exterior bitcoin-o-dólar-black-dos-chineses.

No post mencionado acima, sobre a bolsa americana estar ou não numa bolha, elenquei algumas características que essa situação apresentava.

1.       VE (valor esperado) > NPV (valor presente).
2.       Existência de crédito abundante.
3.       Formação de um círculo vicioso.
4.       Aparecem mesmo quando existem incertezas, especulação ou racionalidade.
5.       Aparecem onde os agentes econômicos fazem precificação apurada.

No caso do Bitcoin o primeiro item é muito questionável. Por que se esperaria um valor esperado superior ao valor presente? O Bitcoin não gera nenhum dividendo nem tampouco tem uma expectativa de valorização com uma economia crescendo, como é o caso da bolsa. Assim, em relação a esse quesito só existira ganho caso essa moeda suba de preço sem parar.

Esse argumento também vale para o ouro, o metal não gera nenhum dividendo, nem tampouco a atividade econômica tem alguma influência direta. Por outro lado, o ouro tem utilidade industrial e na pior das hipóteses pode virar uma joia para a esposa!  Hahaha ...


Um argumento que se poderia utilizar na expectativa de altas futuras seria a escassez. Se todo mundo quiser comprar Bitcoin o preço tenderia a explodir. Em relação a esse argumento, existem outras moedas não tão populares, além de alguns starts ups recentes com esse fim. Fui pesquisar esse assunto e fiquei perplexo ao saber que já existem mais de 100 moedas desse tipo, veja o link com a lista coinmarketcap. Será que o argumento de escassez se mantém no futuro?

Em relação ao crédito abundante, ouço falar que algumas bolsas negociam contratos de futuros e opções nessa moeda. Não saberia quantificar, porém parece que o crédito é baixo. Pode ser que os bancos oferecem linhas de credito com garantia em Bitcoin, mas acho pouco provável pelo elevado risco para essas instituições.

A formação de um ciclo vicioso está em andamento, minha afirmação pode-se basear na quantidade de vezes que o Bitcoin foi consultado no Google. Notem também, a correlação entre essa estatística e o preço da moeda. Essa ferramenta de consulta atual é uma forma mais apurada para medir a formação de um ciclo vicioso, diferentemente do passado que se baseava somente na percepção.

 
O preço do Bitcoin ultrapassou os U$ 4.000 nesta segunda-feira pelo otimismo que o aumento na velocidade nas transações iria acelerar sua exposição. Os preços vêm subindo de forma tão rápida que entre a última sexta-feira e hoje, a cotação subiu 17%. Naturalmente para quem acompanha de perto esse mercado alguns argumentos fazem sentido em seu racional, confesso que não é o meu caso, para mim esses argumentos não justificariam nada! Porém, não posso fazer nenhuma afirmação, seria leviano. O que eu posso sim, ao notar a forma exponencial com que as cotações subiram, dizer que o Bitcoin está num processo de bolha.


Como o caso das Tulipas em 1637, as ações do South Sea em 1711, o crash da bolsa em 1929, o estouro do Dot-Com no ano 2000, para citar alguns, em algum momento os mercados percebem que o céu não é o limite, acarretando uma queda expressiva de preços repentina. O melhor nessas situações é permanecer como observador sem se deixar levar pela ganância, acreditando que ainda dá para surfar um pouquinho nessa onda.

Como havia prometido meus comentários técnicos hoje serão sobre a bolsa americana. No post a-bolsa-americana-esta-numa-bolha, fiz os seguintes comentários: ...” está se formando o que se denomina em análise técnica key reversal week, que indica uma possível mudança de direção no mercado. Em fechando no nível atual amanhã, o Mosca vai trabalhar em identificar um trade de venda” ... Como se pode verificar no gráfico a seguir, essa condição foi confirmada.


Acredito que uma correção está em curso, o que eu não sei se é uma pequena, média ou grande. Tudo incida que será uma pequena, entre 5% – 7,5%, no máximo 10%. Em função disso, vou sugerir um trade de venda do SP500 a 2.465, com stoploss a 2. 495. Tenho que confessar que fiquei impressionado ao estabelecer os níveis de venda. Incialmente o mais correto seria ½ a 2.465 e ½ a 2.470, uma diferença ínfima de 0,20%. Efeitos da baixa volatilidade.


Se minha análise estiver correta, essa correção deverá demorar um bom tempo (várias semanas) e será “punk”, com idas e vindas. E caso minha conversa com os russos, ou melhor, norte coreanos der certo! Hahahah ..., a tão esperada correção que eu estava esperando vai se materializar, culminando com uma compra mais adiante.

Queria complementar alguns pensamentos para o leitor que mencionei no post acima: ...” Um leitor vem me “cobrando” há mais de seis meses porque não sou favorável a venda, pois está na cara que a bolsa vai cair. Eu venho insistentemente rechaçando essa ideia, e ao contrário dando argumentos para ficar até comprado. Emocionalmente ele se apaixonou pela ideia e a cada alta acha que agora tem que vender”.... Sinto dizer que por enquanto, a queda que imagino não é a que ele estava esperando.

O SP500 fechou a 2.465, com alta de 1,00%; o USDBRL a R$ 3,1967, com alta de 0,10%; o EURUSD a € 1,1785, com queda de 0,30%; e o ouro a U$ 1.282, com queda de 0,53%.
Fique ligado!


Nenhum comentário:

Postar um comentário