2018: Vestibular Político

9 de maio de 2018

Tio Patinhas digital



Antes de entrar no assunto de hoje, queria fazer um breve relato sobre um encontro que participei, onde teve como protagonista, Luciano Dias, CEO da CAC Consultoria, especializada em eleições. Coincidentemente, foi o dia em que Joaquim Barbosa declinou de sua candidatura.

Com a saída de Lula como candidato, 50% dos eleitores do Norte do país estão sem candidato. Assim sendo, fica a dúvida que candidato recebera o espólio do “cumpanheiro”. De maneira especulativa, disse que é provável uma distribuição para os diversos candidatos, onde possivelmente a Marina seja a preferida.

Já o quadro em São Paulo é intrigante, por um lado, acha difícil explicar a elevada percentagem que o Bolsonaro acumulou, afinal, sua carreira nessa profissão é nula. Por outro lado, Alkmin, um candidato que tem a preferência dos paulistas em todas as eleições passadas, apresenta os mesmos 16% do Bolsonaro. Sobre esse último, Luciano Dias, acredita estar no seu limite de alta, como se diz no mercado, pois é muito difícil imaginar um quadro evolutivo se dos 16% apontados, 25% são homens e apenas 12% mulheres.

Sobre suas apostas para o futuro presidente acredita que Alkmin enfrentará a Marina no segundo turno, saindo-se vencedor. Agora para que isso aconteça é necessário que esse candidato adquira a liderança em São Paulo, atingindo uma preferência superior a 40%. Caso contrário, se Bolsonaro o fizer, o mesmo terá grandes chances de se eleger.

Outro ponto que chamou minha atenção, é que por diversas vezes comentou, quando a opção se dirigia para um final feliz, ...” aí o Ibovespa vai para 90 mil pontos”. Como sou macaco velho, sou capaz de apostar que ele posicionado na bolsa, diferentemente do Mosca que aguarda um sinal mais firme para reentrar. Mas ambos temos a mesma ideia que o índice Ibovespa ainda terá novas altas adiante.

Pessoas inteligentes e bem-sucedidas comentem erros. Alguns erros ocorrem por onipotência em áreas que não é de sua especialidade. Me recordo que certa vez, numa visita aos EUA, estava fazendo algumas compras na loja Ralph Lauren, conhecido pelas camisetas Polo. Notei que a linha de produtos tinha aumentado muito, calças jeans, moletons, tênis e etc .... Achei tudo horrível! Pensei em seguida, ninguém é bom em tudo, querendo dizer que se você é bom em camiseta Polo não se meta a fazer jeans.

A Bloomberg publicou um artigo cuja chamada é sui generis “ Os ricos estão guardando U$ 10 bilhões em bitcoins em Bunkers”. Como assim, guardando moeda digital em cofre forte? Selecionei alguns trechos desse artigo.

Atrás dos guardas, das portas de emergência e dos corredores de concreto armado, estão os servidores de computadores criptografados - conectados a nada - que guardam as chaves de uma vasta fortuna digital.

O empresário argentino Wences Casares passou os últimos anos convencendo milionários e bilionários do Vale do Silício de que o bitcoin é a moeda global do futuro, de que eles precisam comprar alguns, e que ele é o homem que deve protegê-lo. Seu startup, Xapo, construiu uma rede de cofres subterrâneos em cinco continentes, incluindo um em um bunker militar suíço desativado.

Dois clientes da Xapo disseram que abrigam cerca de U$ 10 bilhões em Bitcoin.

Mesmo no mundo colorido da criptografia, o cache é notável - totalizando cerca de 7% da oferta global de bitcoin. Isso significaria que a Xapo, com apenas 4 anos de idade, tem mais “depósitos” do que 98% dos cerca de 5.670 bancos nos EUA.

"Todo mundo que não guarda os códigos de transferência está mantendo-os com Xapo", disse Ryan Radloff, da CoinShares, que tem mais de U$ 500 milhões de bitcoin armazenados na Xapo.

Os clientes bilionários de Xapo incluem o co-fundador do Linkedin, Reid Hoffman, e o ex-operador de Wall Street, Mike Novogratz, que está no processo de montar seu próprio banco mercantil de criptomoedas. A aposta deles é que o bitcoin está aqui para ficar, e assim o seu maior receio é o roubo.

A primeira regra de possuir o bitcoin é manter sua chave privada com segurança - o código que permite que você gaste suas moedas. Se os ladrões conseguirem, eles podem roubar em um instante, sem esperança de recuperação. Colocar chaves em um dispositivo conectado à Internet é conveniente e perigoso: os hackers provaram ser hábeis em obtê-los de longe.

A solução da Xapo é enterrar um dispositivo de armazenamento frio em uma encosta e camada de proteção eletrônica.

Na Xapo, recuperar o bitcoin do cofre leva cerca de dois dias. A empresa verifica a identidade de um cliente e autentica o pedido antes de assinar manualmente as transações com chaves privadas a partir de vários locais do cofre. A aprovação de três cofres separados é necessária para que qualquer transação seja autorizada. A empresa também oferece aos clientes uma mesa de operações para comprar e vender bitcoins, além de criar o primeiro cartão de débito em bitcoin para gastá-lo.

Os conselheiros de Xapo agora incluem nomes conhecidos do mundo dos negócios, como o ex-secretário do Tesouro dos EUA, Larry Summers, o ex-diretor-executivo do Citigroup Inc., John Reed, e a fundadora da Visa International, Dee Hock.

A percepção da falta de uma solução de custódia institucional para o bitcoin tem sido um dos pontos de discórdia para muitos gestores financeiros que procuram experimentar essa classe de ativos. A Xapo diz que já está oferecendo justamente essa solução. Se isso os convencer de seus méritos, as implicações para o bitcoin seriam profundas.

Wences Casares, colocou o bitcoin na missão da sua vida. Nascido em criadores de ovelhas na remota região da Patagônia, na Argentina, experimentou o impacto da inflação ao longo de sua juventude. Isso o levou a construir uma série de startups de Fintech que o fizeram ganhar milhões antes de ele encontrar o bitcoin. Vendeu 75% da Patagon, um site latino-americano de serviços financeiros, por US $ 529 milhões em 2000 e a startup de cartões digitais Lemon por US $ 43 milhões, 13 anos depois, para se concentrar na criptografia. Até então, era um grande detentor de bitcoins.


Como se pode verificar acima, o bitcoin conservou seu valor num intervalo bem mais restrito nos últimos meses, porém mantem uma perda superior a 50% do pico atingido no final de 2017.

O Hermano já mostrou que é um empresário competente montnado mais um startup que provavelmente vai lhe render um bom dinheiro, lógico, se as cotações não caírem a valores muito baixos, como o que o Mosca espera para essa bolha, entre U$ 1.000 a U$ 2.000.

A ideia faz sentido para quem acredita que bitcoin é algo valioso. Se ouro se coloca em cofre, porque não o código de acesso do bitcoin? Até um certo ponto, o ladrão cibernético é muito mais inteligente que o ladrão comum, são outras habilidades. O Tio Patinhas ficaria desolado ao ver sua piscina vazia.

Agora, o que ninguém desse pessoal se pergunta é para que vai servir o bitcoin? Só vejo um uso expressivo, caso o dólar seja questionado como moeda de valor. Mesmo para esses que apostam nessa direção, notem que os chineses estão loucos para se colocarem no lugar, e continuam se preparando para que isso aconteça mais dia menos dia.  
O empresário Casares, sem dúvida teve uma boa ideia, afinal conseguiu vender seu peixe para empresários bem-sucedidos. Talvez seu erro nessa empreitada foi colocar todas as fichas no mesmo negócio, ao declarar que tem uma quantia importante investida em bitcoins, ou será que consegue sair de sua posição vendendo para os clientes que estão entrando, afinal, ninguém vai saber.

Ninguém é bom em tudo! Essa frase vale para ele e principalmente para os seus clientes que acreditam estar na vanguarda comprando bitcoins.

No post isso-e-possível, fiz os seguintes comentários sobre o Ibovespa: ...” O gráfico apresentado com escala semanal, apresentado a seguir, mostra claramente essa indefinição. Destaquei em verde o intervalo entre 86.000 e 83.000. A última barra, corresponde a semana em curso, podendo ultrapassar tanto para cima como para baixo, quando do termino” ...
...” tracei dois cenários que denominei: Triangulo da esperança (1); e Esquerda Unida (2)” ... ... “no primeiro caso a queda ficaria contida até no máximo 79.000, enquanto a segunda uma queda mais profunda que poderia atingir 76.000 ou 73.000” ...

Ao observar o movimento desses últimos dias, notei que, existe a possibilidade de o movimento de alta estar se iniciando. Mas um movimento menor, e não o maior. Se a correção que está ocorrendo a partir de fevereiro, for de extensão pequena <88.000 a 82.000>, é provável que a onda que imaginei ter terminado ( veja comentários abaixo) ainda não terminou.

- Xiiii David, muitas explicações, bottom line!

Entendo que é difícil entender, para quem não conhece Elliot Waves, então vamos lá, se for essa hipótese descrita acima a alta deveria parar ao redor de 92.000. Mas prefiro fazer um estudo mais detalhado dessa situação que surgiu. Quero frisar que, ainda não se materializou.

Conforme o gráfico acima expõe, o Ibovespa estava numa correção menor, e agora segue para o objetivo que inicialmente eu tinha traçado no post não-faca-o-que-eu-digo: ...” o próximo objetivo seria ao redor de 91.000/92.000. Nesse momento, se acontecer, vamos retirar nossas fichas da mesa, ou parte delas” ...

- David, então compra logo e pronto!
Calma amigo, só estou levantando hipóteses, o mercado não me convenceu, preciso de mais tempo. Vou acompanhar de mais perto, e qualquer opção de trade eu informo.

Desculpe o post de hoje que ficou longo, mas a situação do Ibovespa mereceu esse destaque pois o mercado deu mostras de não performar como eu esperava. Assim, ao invés de esperar o mercado mudar eu tenho que mudar.

Esse é mais um caso ilustrativo de como se deve ser flexível, principalmente quando se pretende entrar numa posição dentro de uma correção. Em todo caso, pode ser apenas um espasmo e o Ibovespa voltar a cair, valendo os objetivos traçados de 79.000 ou 76.000. Let´s the market speak!”

O SP500 fechou a 2.697, com alta de 0,97%; o USDBRL a R$ 3,5931, com alta de 0,65%; o EURUSD a 1,1850, sem variação; e o ouro a U$ 1.312, com queda de 0,15%.

Fique ligado!

Nenhum comentário:

Postar um comentário