Inflação: A Revanche

11 de março de 2016

Trincou o copo


A menos de uma semana da operação deflagrada pela Polícia Federal, onde Lula foi levado a depor através de condução coercitiva, ontem fomos surpreendidos pela solicitação de prisão preventiva pelo Ministério Público de São Paulo. Além do que vocês já devem ter lido e ouvido desse pedido, mais uma novidade foi aplicada às leis brasileiras.

Na denúncia, o Ministério Público usou uma teoria jurídica americana chamada de cegueira deliberada em crimes de lavagem de dinheiro. Para os leigos no assunto, e simplificando, não adianta "dar uma de Migué" e achar que esse argumento pode livrar as pessoas de algum delito.

A operação lava-jato vem paralelamente quebrando vários paradigmas enraizados na cultura brasileira. A famosa "lei de Gerson", que teve origem numa propaganda de cigarros da década de 70, quando esse jogador da seleção brasileira de futebol dizia que, os brasileiros gostam de levar vantagem em tudo. Daqui em diante, a "lei de Gerson" só vale se for dentro da lei.

Nas redes sociais as mais "translocadas" opiniões são expressadas: "seria melhor ele fugir para Cuba", "agora terá muito quebra-quebra", "vai assumir um Ministério" e etc... No fundo, as pessoas ainda não acreditam que ele será preso.

O que me intriga é, como essa organização criminosa ligada ao governo, conseguiu roubar quantias equivalentes à percentagens inteiras do PIB, em tantas empresas e por tantos anos. Ninguém honesto dessas empresas percebeu? Já não falo nem do governo, mas todas essas construtoras, em especial a Odebrecht, nada vazou pelo "Whatsapp do povo", que substituiu a rádio do povo? Realmente algo de muito errado acontece nesse país.

Mas vamos ao que interessa, sem se atentar na probabilidade de cada cenário, o que aconteceria se a Dilma ficasse até o final, ou caso ela saia em 2016. Esse foi um exercício feito na última reunião da Rosenberg e destaco a seguir, os principais pontos.


Não considerem que as informações sejam precisas, o objetivo é muito mais fornecer uma direção. As dúvidas são tão grandes, que impedem uma projeção mais apurada, como por exemplo, se a Dilma sair, quem será o novo Presidente? Da tabela acima, pode-se concluir que o Brasil ficará muito melhor sem o PT.

Agora se o Lula será preso ou não, eu mantenho o que disse no post lula-o-general-sem-exército, é só uma questão de tempo. Assim como um copo de cristal quando trinca, não dá mais para voltar atrás.

Nós mantemos uma posição nos juros de 10 anos acreditando que irá subir. Desde que iniciamos o trade, os juros vêm subindo de uma forma lenta, e encontram-se agora a 1,94% a.a.


Nada a comemorar ainda. Marquei no gráfico os pontos que, se ultrapassados, colocam nosso trade em situação melhor. Primeiro o nível de 2,05 - 2,10% e depois e mais importante 2,30%. Vou reajustar levemente o stop para 1,70%. Para dizer a verdade, fiquei na dúvida se deveria subir mais agressivamente para 1,80%, mas preferi ficar com o anterior.

Este final de semana será muito importante acompanhar as manifestações, pois elas poderão nos dar melhores indicações se a Dilma cai logo, ou ainda vai demorar.


O SP500 fechou a 2.022, com alta de 1,64%; o USDBRL a R$ 3,5811, com queda de 1,07%; o EURUSD a 1,1148, com queda de 0,25%; e o ouro a US$ 1.249, com queda de 1,73%.
Fique ligado!

Nenhum comentário:

Postar um comentário