Inflação: A Revanche

22 de março de 2016

Um E.T. bate a sua porta



O título de hoje do Mosca é figurativo, meu objetivo foi simplesmente passar uma mensagem de mudanças que deverão acontecer nos próximos anos. Já fiz alguns posts comentando sobre a substituição de empregos por robôs, e esse processo vem tomado um rumo crescente.

Foi publicada uma pesquisa com os americanos para saber quais eram suas expectativas sobre a substituição de trabalhos por robôs.

Como pode-se observar, a maior parte, inclusive dos trabalhadores, acredita que a maioria dos empregos serão executados por A.I., um acrônimo usado para os robôs.

Num mundo de baixo crescimento, mesmo os trabalhos de baixa especialização, é apropriado a substituição de empregos efetuados por humanos por robôs /drones, para cortar custos. Um exemplo disso pode ser observado na cidade de Seatlle, onde recentemente, por conta de um elevação do salário mínimo,  o emprego recuou. Vejam o que ocorreu.


Além do McDonalds que já se moveu nesse sentido, instalando caixas robotizadas, a empresa de pizza Domino parece que caminha no mesma direção. Pizza entregue por um robô? Isso pode parecer ficção científica, mas essa ideia pode estar mais próxima à realidade do que parece. A foto do post é o que essa empresa denominou de DRU, que irá trazer o pedido de pizza diretamente à sua porta.

Esse é um projeto em colaboração com uma empresa australiana Maraton Targets, que criou os primeiros robôs autônomos para a Força de Defesa Australiana no final dos anos 2000. Esse veiculo é totalmente autônomo, fabricado com um plástico acrílico exterior e a parte interior de alumínio, permitindo que as ordens fiquem nas melhores condições. Usa uma outra tecnologia sensorial de laser de luz, para detectar e navegar em torno de obstáculos ao longo do caminho..

Até agora, a DRU foi testada em vias e estradas aprovadas, aliás, os mesmos que a McDonalds começou a testar seu primeiro modelo de entrega. A sua velocidade e navegação significa que não estarão ainda ruas regulares ou auto-pistas. Se os fabricantes de DRU continuarem aprimorando sua tecnologia, se enquadrando a atender as diretrizes de alimentos e segurança rodoviária, não é difícil de imaginar que usando a orientação do Google Maps, em breve, poderemos estar recebendo pizzas dessa maneira, no resto do mundo.

Outra projeção neste mesmo assunto apresenta em quais países existem mais riscos dos robôs substituírem os empregos.


Aqui no Brasil, uma grande demanda existira já para esses robôs, na Polícia Federal. Imagine se ao invés do "Japa" aparecessem um robozinhos desses para fazer as prisões da lava-jato? Pelo andar da carruagem, precisariam centenas de DRU por vários anos! Hahaha...

Desde a última atualização do SP500 no post virada-no-2º-tempo, o índice acabou subindo levemente, aproximando-se  agora do limite superior apontado: ..."Entre 1.890 e 2.010, é o que se denomina como terra de ninguém. Rompendo para baixo, o nível 1.890 e principalmente abaixo de 1.810, uma nova onda de quedas deverá acontecer. Na parte superior, acima de 2.010, o próximo ponto será 2.100, que caso seja ultrapassado, novas máximas estariam nas cartas"... Também disse qual era minha preferência: ..."Tenho uma pequena preferência pela alta, e se alguém quiser se aventurar, sugiro um stoploss "pão duro" a 1.940, ou mais correto 1.890"...

Antes de continuar com a análise, quero atualizar o gráfico do VIX que é uma medida de volatilidade.


Depois de ter passado pelo stress do começo do ano, está próximo a adentrar nos níveis mais baixos, isso por si só, é um indicador de alta da bolsa.

Os últimos indicadores que tenho visto, e que são consistentes com a opinião dos investidores, encontram-se ou com posição vendida na bolsa, ou menos expostos. Caso o mercado ultrapasse o nível de 2.100, a alta poderá ser expressiva, pois o mercado não sai do lugar faz praticamente um ano. Se acontecer, nós vamos comprar.

Talvez a resiliência vista aqui no Bovespa seja ocasionada por situações semelhantes, vamos ficar de olho também.

Minha experiência me diz que nestas situações é necessária uma notícia catalisadora, como por exemplo: Trump não foi aprovado por seu partido, Lula é preso, e etc... Todos já sabemos que, segundo Nietzsche é preciso alguma explicação. Vejam que o atentado de hoje em Bruxelas, não teve quase impacto nos mercados.

Embora a maioria dos analistas esteja prevendo uma queda das bolsas, ela pode não acontecer. Nós não estamos aqui para julgar quem acertou ou quem errou, nosso compromisso é com o bolso! 

O SP500 fechou a 2.049, sem alteração; o USDBRL a R$ 3,5939, com queda de 0,64%; o EURUSD a 1,1217, com baixa de 0,20%; e o ouro a US$ 1.247, com alta de 0,33%.
Fique ligado!

Nenhum comentário:

Postar um comentário