2020: O risco vai compensar?

20 de julho de 2020

Procura-se um culpado



Os argumentos utilizados por boa parte dos analistas para a alta das bolsas, tem sido a entrada de pessoas físicas sem conhecimento de mercado. A corretora Robin Hood, que teve uma enorme aceitação por parte dos americanos, é apontada como o caminho para essas pessoas fazerem seus investimentos, pela facilidade de operar em seu aplicativo. Um ativo publicado pela Bloomberg, em conjunto com outros dados, parecem não levar a essa conclusão.

Se os investidores comuns são menos sofisticados do que os ricos, não é inteiramente culpa deles. Eles têm muito pouco dinheiro para obter acesso a empresas financeiras de elite; portanto, muitas vezes não possuem toda a gama de investimentos e serviços financeiros disponíveis para investidores endinheirados. Pior ainda, a regulamentação financeira impede os investidores comuns de investimentos "complexos", como capital de risco, private equity e fundos de hedge, com a teoria de que são simples demais para entendê-los. O paradoxo é claro: como os investidores comuns podem se tornar mais inteligentes sem acesso aos mercados?

Felizmente, as paredes estão começando a desmoronar. Um número crescente de plataformas de investimento automatizadas, ou consultores robóticos, agora oferece gerenciamento de dinheiro para quem quiser. As estratégias de fundos de hedge estão aparecendo cada vez mais em fundos mútuos e fundos negociados em bolsa. E os reguladores federais, liderados pela Comissão de Valores Mobiliários e pelo Departamento do Trabalho, estão tomando medidas para abrir mercados privados a mais investidores.

Talvez o símbolo mais visível do movimento para democratizar o investimento seja o Robinhood. Desde a sua fundação em 2013, o aplicativo de negociação permitiu que qualquer pessoa abra uma conta de corretagem sem mínimos ou comissões, forçando eventualmente outros corretores de desconto a seguir. Esse movimento está sendo seguido aqui no Brasil por diversas corretoras.

Aparentemente, existem muitas dessas pessoas. Robinhood abriu mais de 2 milhões de contas no primeiro trimestre, superando o número de novos usuários da Schwab, TD Ameritrade e E * Trade combinados. Mais da metade dos 10 milhões de clientes de Robinhood abriu sua primeira conta de corretagem usando o aplicativo, e a idade média dos usuários é de apenas 31 anos, de acordo com a empresa.

Se esses novos investidores esperavam uma recepção no tapete vermelho, estavam desapontados. Os usuários de Robinhood têm sido ridicularizados por sua inexperiência e até culpados pelo mercado de ações que muitos veem como fora de contato com a realidade. Enquanto o número de casos de coronavírus nos EUA continua a subir e a economia luta para recomeçar, indicadores do mercado de ações como o S&P 500 estão se aproximando de recordes e o Nasdaq Composite Index, liderado pela tecnologia, eclipsou seu pico pré-Covid. O culpado, de acordo com uma teoria popular, é a horda de usuários de Robinhood desperdiçando seu tempo e dinheiro extras apostando em ações de que pouco sabem.

É uma explicação boba. Por um lado, os usuários de Robinhood estão jogando com pequenas quantias, então é improvável que eles movam os mercados. A empresa de pesquisa Alphacution estima que o tamanho médio da conta de Robinhood é de US $ 4.800, o que eleva o valor total de suas contas a aproximadamente US $ 48 bilhões. Essa é uma pequena fração dos cerca de US $ 11 trilhões em valor de mercado agregados às ações dos EUA desde que o mercado chegou ao fundo em 23 de março, segundo dados da Bloomberg.

A seguir, um mapa contendo a evolução no tempo dos investidores divididos, por faixa etária. Uma concentração de 75% em pessoas com mais de 55 anos, não parece ser esse o perfil dos investidores da Robinhood.

Também há pouca indicação de que os usuários do Robinhood sejam a favor de empresas que estão subindo muito. As ações mais populares no aplicativo de negociação representam uma ampla seção transversal do mercado, desde empresas de alta tecnologia a bancos e companhias aéreas em dificuldades. De fato, os clientes de Robinhood podem estar apostando em perdedores com mais frequência do que vencedores. O Barclays examinou recentemente a atividade da conta dos usuários do Robinhood e concluiu que "mais clientes do Robinhood que ingressaram em uma ação corresponderam a retornos mais baixos, e não mais altos".

 Uma explicação melhor da desconexão entre o mercado de ações e o mundo em geral, é que, nunca houve uma relação confiável entre o mercado e a economia ou o ambiente político ou social mais amplo. O único trabalho do mercado é tabular a visão de consenso dos investidores sobre a saúde e as perspectivas de empresas de capital aberto e, certo ou errado, o consenso inconfundível é que uma recuperação robusta dos lucros está a caminho. Os usuários do Robinhood são de fato parte desse consenso, mas apenas uma pequena parte.

Isso não significa que os Robinhooders sejam impecáveis, obviamente. Como todos os investidores iniciantes e os mais experientes, eles inevitavelmente cometerão erros dispendiosos - principalmente aqueles que negociam diariamente, um jogo notoriamente ruinoso. A resposta, no entanto, não é impor restrições a eles e outros investidores de varejo, como alguns sugeriram, ou reverter esforços para abrir mercados a todos, mas fornecer aos usuários do Robinhood as informações necessárias para tomar decisões inteligentes.

Existem boas razões para acreditar que, investidores comuns tomam decisões de investimento responsáveis ​​quando têm a oportunidade. "O exército maior e pior de investidores em varejo, é de US $ 8 trilhões em fundos de baixo custo". “Cada vez mais pessoas percebem que o caminho para gerar riqueza é manter os custos baixos e ser pacientes, sem perseguir ações quentes e modismos de investimento. E é muito provável que os day traders do Robinhood cheguem à mesma conclusão em algum momento.

Robinhood pode fazer sua parte educando os clientes sobre os perigos da negociação, especialmente com dinheiro emprestado. Ele também deve suavizar os recursos do aplicativo que fazem com que pareça mais um jogo do que uma plataforma de investimento. Essas etapas ajudarão a determinar se o aplicativo enriquece os investidores comuns, como o próprio nome sugere, ou os deixa mais pobres.

Mas, em última análise, cabe aos usuários de Robinhood. Os mercados estão finalmente se abrindo para eles. O que eles fazem com esse acesso deve ser a escolha deles.

Outro fator característico dos EUA se refere a importância da participação de 30% dos indivíduos no mercado acionário. Uma das razões são os planos de pensão cuja carteira é composta por ações. No Brasil, a grande predominância até agora nesses veículos, era de ativos de renda fixa que provavelmente pela queda dos juros, deverão ir pelo mesmo caminho.


Os argumentos parecem bastante sólidos para justificar que o motivo da alta das bolsas não está sendo ocasionada pelo aumento das pessoas físicas em corretoras de baixo custo de transação. É mais provável que a alta está ocorrendo, é oriunda pelo excesso de liquidez injetado pelos governos ao redor do mundo.

Um dos indicadores econômicos utilizado para medir essa variável é o M2, que na figura abaixo condensa o de vários países. Se isso é verdade, provavelmente as bolsas só deveriam ter algum impacto quando essa liquidez for retirada, o que não parece ser o caso no curto prazo.



No post palavra-do-especialista, fiz os seguintes comentários sobre o dólar: ... “O preço de venda passa a ser R$ 5,45 com o stoploss a R$ 5,50. O objetivo está marcado no gráfico a seguir, já de nova “roupagem” ... ... “Quando se trabalha com janelas pequenas, os parâmetros podem ser revistos, no caso, isso ocorrerá caso o dólar ultrapasse R$ 5,50. Mesmo isso acontecendo, não fica eliminado a visão de queda dólar ainda a ser cumprido. O que acontece nesse caso é que, a retração aconteceria num nível um pouco mais elevado” ... 


O trade foi executado no dia seguinte e continua em andamento. A oscilação de preços ficou contida nesses últimos dias. Para que o leitor possa entender o que expus anteriormente, o gráfico abaixo mostra esses pontos. Se o movimento de queda que estou esperando já começou, o dólar tenderia aos níveis destacados em azul, caso contrário, uma alta poderia levá-lo a área anotada em vermelho.


Em relação a necessidade de financiamento externo para os próximos 12 meses, a situação brasileira é bastante confortável quando comparada aos outros países emergentes. Nas últimas emissões efetuadas no exterior, a demanda foi bem superior à oferta, o que permitiu às empresas, pagassem taxas menores. Curiosamente, no gráfico a seguir, a Argentina é o país com a menor necessidade em relação ao PIB. Também, para quem deu o calote, a necessidade é zero!



O SP500 fechou a 3.251, com alta de 0,84%; o USDBRL a R$ 5,3410, com queda de 0,82%; o EURUSD a 1,1446, com alta de 0,18%; e o ouro a U$ 1.817, com alta de 0,47%.

Fique ligado!  

2 comentários:

  1. Ola Mosca, sig seu blog faz pelo menos 1 ano, seus gráficos eram muito bons, mas agora estes novos modelos deixaram muito a desejar, seria excelente se voce pudesse voltar com os gráficos nos moldes anteriores, são bem mais estruturados. obrigado

    ResponderExcluir
  2. @perissinotti desculpe a demora porem só agora notei que não estou recebendo os comentários por emails.
    Em relação a sua solicitação, ao invés de voltar ao outro sistema, prefiro melhorar a visualização do novo, pois o mesmo é muito melhor.
    Eu andei modificando um pouco ultimamente, pediria que me desse um feed back para ver se melhorou.

    ResponderExcluir